Como eram as serpentes antes do pecado?

on quinta-feira, 20 de maio de 2010

Em Gênesis 3, 14 Deus castiga a serpente por ter feito a mulher comer o fruto proibido condenando-a a "rastejar sobre seu ventre" e a "comer pó todos os dias da sua vida". Isso significa que, antes disso, ela não rastejava? As serpentes possuiam pernas e pés?

Esta é uma curiosidade interessante, para a qual a Bíblia não dá uma resposta direta. Muitos sustentam que a serpente era um animal com patas, talvez semelhante aos lagartos e jacarés, mas dificilmente teria pernas ou pés.
Particularmente, acredito que a serpente possuía asas.
Em Isaías 6, 2 encontramos a única referência nas Escrituras a um ser alado sobrenatural descrito como um "serafim". O radical hebraico sarap geralmente é associado a "queimar" ou "abrasar", o que nos permite associar esses seres ao fogo. Mas o curioso é notar como as serpentes que provocaram a morte de muitos israelitas no deserto também são designadas desta forma (Números 21, 6: "abrasadoras" ou "aladas"). Para livrar os israelitas, Deus mandou que Moisés fizesse uma "serpente abrasadora" de bronze e a colocasse sobre uma haste (verso 8). O interessante é que uma vasilha de bronze encontrada em Nínive com nomes hebraicos gravados continha a figura de uma serpente alada presa a um tipo de poste.
Como você vê, existem bons argumentos que relacionam serafins com a idéia de serpentes aladas.
Isaías, por sua vez, refere-se duas vezes a serpentes voadoras (14, 29 e 30, 6). A literatura do Antigo Oriente Próximo também fornece alguma base que sustente essa figura: É comum encontrar uma serpente, ou uraeus, enfeitando a coroa de faraó e, às vezes, ela era retratada com asas (geralmente duas ou quatro). Serpentes aladas na posição vertical também decoram o trono de Tutancâmon. Muitos selos decorativos com uraei alados foram encontrados em escavações na Palestina que datam do período do Antigo Testamento, por isso, sabemos que os israelitas estavam familiarizados com essa figura.
Desta forma, é possível que a antiga serpente fosse, na verdade, um animal alado, e que tal descrição tenha sobrevivido nas histórias passadas de geração a geração (o que não é difícil, visto que Adão, que viveu até os 930 anos, chegou a conhecer Lameque, pai de Noé. Veja até onde chegou os relatos de primeira mão!). Isso teria influenciando a cultura dos antigos hebreus e a mitologia dos egípcios.
É isso aí...

2 comentários:

Anima Mortuos disse...

Isto levando em consideração que a Bíblia seja algo com fundamento, correto? Não apenas um livro escrito pelas mãos do homem, como parece.

argonaut_itb disse...

então esse tipo de cobra não existe mais hoje, pois sua geração foi amaldiçoada? tipo elohim tirou essa caracteristica do gene da cobra, o que passou para descendentes, por isso não encontramos mais essa espécie de cobra que o diabo possuiu, ha tá! não existe possessão demoniaca, dizem o céticos, então o que foi que entrou na manada de porcos?

Postar um comentário